Gerenciamento de resíduos

O gerenciamento de resíduos se baseia em uma série de ações e etapas que visam direcionar corretamente os resíduos gerados por uma empresa ou domicílio. As etapas vão desde a coleta, transporte, tratamento, destinação e disposição final ambientalmente adequada. Seguindo o que está estabelecido na Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei nº 12.305/2010), a gestão de resíduos deve garantir ao máximo o reaproveitamento e reciclagem e a minimização dos rejeitos – que não possuem viabilidade técnica e econômica para reciclagem. Cada gerador é responsável pelos resíduos gerados, que devem ser separados na fonte geradora.

A gestão de resíduos pode ser uma ótima aliada das empresas geradoras para eliminar os impactos negativos que os resíduos causam, principalmente os associados à destinação final incorreta. O consumo elevado dos dias atuais tem gerado uma carga extremamente elevada de acúmulo de resíduos. Materiais pós-industriais como PET, PP, PL, PEBD que muitas vezes são despejados diariamente no meio ambiente sem nenhum tratamento causando consequências graves para a saúde humana e a conservação da natureza. É de suma importância para as empresas adotar ações para reverter esse quadro, levando em consideração que são elas as maiores geradoras de resíduos.

Importância do gerenciamento de resíduos

O maior beneficiado com o gerenciamento de resíduos é o meio ambiente, por isso é tão importante a prática do gerenciamento de resíduos. Além do meio ambiente, as empresas que implementam o serviço de gestão de resíduos também podem obter lucros consideráveis e até diminuição de custos. Todo material descartado incorretamente é um grande problema para toda a humanidade, levando em consideração que alguns materiais demoram anos para se decompor.

Praticando o gerenciamento de resíduos industriais a empresa se torna mais sustentável e lucrativa além de estar de acordo com as normas legislativas. A falta de gestão de resíduos sólidos dentro de um empreendimento pode conduzir o negócio a vários problemas. Por isso é tão importante praticar a gestão ou contratar empresas especializadas em gestão de resíduos. Diante disso, e por determinação legal é relevante realizar a gestão de resíduos dentro da organização. A legislação que rege a gestão adequada de resíduos é a Política Nacional de Resíduos Sólidos, através da Lei nº 12.305/2010 do Ministério do Meio Ambiente.

A PNRS determina que os resíduos sejam armazenados e acondicionados de forma correta, evitando assim os seus impactos negativos. Para se adequar não é raro empresas alugarem ou construírem novos espaços exclusivos para o armazenamento dos resíduos. O que pode significar grande parcela dos custos. Outro gasto oneroso é com o descarte em aterros. Assim, reduzir os resíduos promove redução dos custos no armazenamento e no descarte promoção da organização e liberação de espaço;

Gerenciamento de resíduos para empresa

As indústrias, os setores de construção civil e de saúde possuem a responsabilidade privada de manejo de resíduos. Isto significa que estes setores devem garantir por conta própria que as etapas de coleta, transporte, tratamento, destinação e disposição final ocorram da forma adequada. A responsabilidade pelo gerenciamento de resíduos é compartilhada entre o Poder Público, o setor empresarial e toda a coletividade. Cada gerador é responsável pelos resíduos gerados, seja em casa ou na empresa.

É importante lembrar que os geradores devem minimizar a geração de resíduos e promover o máximo reaproveitamento e reciclagem e garantir a destinação final correta, através de empresas especializadas em gestão de resíduos ou por conta própria. A responsabilidade do gerador de resíduos domiciliares consiste em separar os resíduos adequadamente e dispor a coleta pública conforme a exigência do órgão gestor, transferindo a responsabilidade ao serviço público de manejo dos resíduos sólidos. Já as atividades definidas pela legislação, que geram resíduos em grande quantidade ou por sua natureza, como industrial, de construção, de saúde, etc, possuem a responsabilidade privada de manejo dos resíduos sólidos, devendo garantir por conta própria que todas as etapas de gerenciamento ocorram da forma adequada. Assim, pessoas físicas ou jurídicas definidas pela Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei nº 12.305/2010), são responsáveis pela implementação e operacionalização integral do plano de gerenciamento de resíduos sólidos.

Vantagens da gestão de resíduos

A gestão de resíduos é uma oportunidade para as empresas ganharem dinheiro com a compra e venda de resíduos. Além disso, o gerenciamento de resíduos contribui para uma imagem positiva diante de seus clientes, parceiros e a comunidade local, além da garantia do cumprimento dos requisitos legais, minimizando os riscos de multas e punições. Redução dos custos com o armazenamento, descarte de resíduos e compra de matéria-prima. Ao otimizar o gerenciamento do descarte de resíduos a empresa prevê metas de redução de resíduos. Com a otimização da gestão de resíduos a quantidade de resíduos reduz consideravelmente. Consequentemente os custos associados para destinação final ambientalmente correta se reduzem também.

  • Redução de custos com destinação.
  • Redução nos custos com processos e matérias-primas.
  • Redução nos custos com equipamentos e pessoal
  • Otimização do processo de gestão de resíduos
  • Ganhos em limpeza e higiene no ambiente de trabalho
  • Certificações e premiações
  • Aumento no valor percebido sobre a marca

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *